A cidade de Nova Iorque planeia desinvestir 5 mil milhões de dólares nos combustíveis fósseis e processar as maiores empresas petrolíferas do mundo.

Estátua da Liberdade

A cidade de Nova Iorque planeia desinvestir 5 mil milhões de dólares (4,1 mil milhões de euros) nos combustíveis fósseis e processar, por danos ambientais, cinco das empresas petrolíferas mais poderosas do mundo – BP, Exxon Mobil, Chevron, ConocoPhillips e Shell.

As autoridades municipais definiram a meta de alienar os capitais dos fundos de pensões da cidade investidos em empresas de combustíveis fósseis num prazo de cinco anos, uma medida que, segundo as mesmas, poderia estar “entre os esforços de desinvestimento mais significativos no mundo até à data”.

“A cidade de Nova Iorque está a atuar em defesa das gerações futuras ao tornar-se a primeira grande cidade dos EUA a desinvestir os nossos fundos de pensões nos combustíveis fósseis”, disse o presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio. “Cabe às empresas de combustíveis fósseis, cuja ganância nos colocou nesta posição, arcar com o custo de tornar Nova Iorque mais segura e resiliente.”

Perante o anúncio destes planos, Bill McKibben, cofundador da organização 350.org, comentou, num artigo para o The Guardian: “[Nova Iorque] estava agora em guerra com a sua indústria mais rica. E, da noite para o dia, a batalha para salvar o planeta passou de amplamente política para amplamente financeira.”

Scott Stringer, dirigente da agência de controlo financeiro da cidade, admitiu que o desinvestimento será “complexo” e que levará tempo, mas disse que os fundos de pensões da cidade poderiam promover a sustentabilidade, protegendo, ao mesmo tempo, a reforma dos professores, agentes da polícia e outros funcionários públicos. O desinvestimento ocorrerá após uma análise do impacto financeiro da decisão.

A transição exponencial para uma economia livre de combustíveis fósseis é imparável e os governos locais têm um papel crítico a desempenhar. Não há tempo a perder. É, portanto, extremamente encorajador ver a cidade de Nova Iorque tomar a iniciativa hoje”, declarou Christiana Figueres, antiga responsável das Nações Unidas para o clima.

Nova Iorque junta-se assim a outras cidades, como Washington DC e a Cidade do Cabo, nos seus esforços de desinvestimento. O estado de Nova Iorque também anunciou que está a investigar como desinvestir nos combustíveis fósseis.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.