A McDonald’s anunciou que vai deixar de usar copos e embalagens de espuma de poliestireno até ao final do ano.



A McDonald’s vai deixar de usar copos e embalagens de espuma de poliestireno – mais conhecida como esferovite em Portugal e isopor no Brasil – até ao final do ano.

“O impacto ambiental das nossas embalagens é uma prioridade máxima”, escreveu a empresa no seu site. “Planeamos eliminar as embalagens de esferovite do nosso sistema global até ao final de 2018.”

“Embora apenas cerca de 2% das nossas embalagens, por peso, sejam atualmente feitas de esferovite, acreditamos que este pequeno passo é importante no nosso caminho.”

A cadeia de fast-food também anunciou que planeia utilizar materiais de fontes recicladas e certificadas para todas as suas embalagens de fibras naturais até 2020.

A medida é aguardada há muito tempo pelos ambientalistas, que lembram que já passaram quase 27 anos desde que a McDonald’s tomou uma decisão semelhante, proibindo as embalagens de esferovite para os seus hambúrgueres e outros produtos. “Apreciamos o que a McDonald’s fez”, disse Conrad MacKerron, vice-presidente sénior da fundação As You Sow. “Demorou muito tempo, mas é melhor tarde do que nunca.”

Há esperanças de que a decisão da gigante de fast-food inspire outras empresas a fazer o mesmo.

Em 2017, a ilha de Maui, no Havai, aprovou uma proposta de lei que proíbe a venda e a utilização de embalagens e copos de esferovite para bebidas e comida takeaway.
Foto: Reuters

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.