A Jinja é uma marca portuguesa que produz peças de decoração a partir do desperdício têxtil.



A Jinja é uma marca portuguesa que produz peças de decoração a partir do desperdício têxtil.

O UniPlanet falou com Norma Silva, a criadora da Jinja, para ficar a conhecer este projeto.


UniPlanet (UP): Como nasceu a Jinja?

A Jinja nasceu de uma vontade de criar uma marca própria na área do design de produto, a minha formação, que me levasse a trabalhar manualmente. O ponto de partida foi a escolha do material, o desperdício da indústria têxtil e o seu reaproveitamento. Este ponto reflete os meus ideais de respeito pela natureza e o acreditar que o designer tem um papel fundamental para a mudança de consciências e dos nossos comportamentos.
Isto aliado ao facto de desde sempre sentir um enorme gosto por experimentar formas e materiais novos para trabalhar, que me levou a ir aperfeiçoando esta técnica com os fios têxteis, da qual já resultaram uma série de produtos.






UP: Que tipo de peças saem do estúdio Jinja?

A Jinja produz peças de decoração para interiores, que vão desde taças, caixas, cestos, a utilitários de mesa, como individuais ou base para copos. Estou continuamente a tentar inovar e criar novos produtos; assim espero em breve ter novidades. Para além da nossa variada coleção de produtos, prestamos serviços personalizados a clientes particulares ou empresas, que desejem um produto mais direcionado às suas necessidades.





UP: Que materiais são usados na confeção dos artigos Jinja? Como chega até si o desperdício têxtil que utiliza?

O material utilizado para criar os produtos é, maioritariamente, o desperdício têxtil, normalmente apelidado de trapilho, ao qual é adicionado cola branca e um verniz ecológico à base de água, como acabamento impermeabilizante, que permite dar uma maior durabilidade e possibilita a lavagem a frio da peça. Todos os materiais utilizados, assim como o processo de produção, foram pensados para lesar o menos possível o nosso ambiente. Também neste aspeto, estou sempre em busca de novas formas de ser mais sustentável.
Encontro o desperdício têxtil em armazéns especializados, que fazem a separação por cores dos fios e habitualmente os enrolam em bobines.






UP: Onde podemos encontrar mais informações sobre a Jinja? Onde estão as suas peças à venda?

Podem encontrar mais informações no site, onde também terão acesso à loja online. Também nos podem seguir nas redes sociais, no Instagram, para saberem um pouco do nosso dia-a-dia e no Facebook para conhecerem as nossas novidades. Temos alguns postos de venda de norte a sul do país, que felizmente têm vindo a aumentar, e no site poderão encontrá-los. Ou entrem em contacto pelo e-mail: info@jinjaritual.com.



Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.