A União Internacional para a Conservação da Natureza classificou a coruja-das-neves como uma espécie ameaçada pela primeira vez.



A mais recente atualização da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) classifica a coruja-das-neves como uma espécie ameaçada pela primeira vez.

A população destas aves – que é muito mais pequena do que se pensava – sofreu um declínio de 30-49% em três gerações e a espécie vê assim o seu estatuto alterado de “Pouco Preocupante” para “Vulnerável”.

“Esta icónica coruja das regiões árticas está a sofrer declínios populacionais rápidos na América do Norte e provavelmente também no norte da Europa e da Rússia”, explica a UICN, que aponta como algumas das possíveis causas a falta de presas, assim como as colisões com veículos e infraestruturas.

“Continua a existir alguma incerteza relativamente à taxa global de declínio e, caso se revele ainda mais elevada, a espécie poderá ser elegível para reclassificação como ‘Em Perigo’”, explica a organização.

As estimativas anteriores apontavam para uma população global de aproximadamente 200 mil indivíduos. Os dados mais recentes são bem inferiores, sugerindo a existência de apenas cerca de 14 mil casais ou até mesmo de apenas 7000-8000 casais.


Fotos: Coruja-das-neves, Bubo scandiacus (Tony Hisgett e David Hemmings Quebec)


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.