O Entre Pontos e Contos é um projeto que interpreta contos infantis com recurso a personagens e cenários em tecido.



O Entre Pontos e Contos é um projeto que interpreta contos infantis com recurso a personagens e cenários em tecido.

O UniPlanet falou com Cláudia Pinheiro, a criadora do Entre Pontos e Contos, para ficar a conhecer este projeto.


UniPlanet (UP): Como nasceu o Entre Pontos e Contos?

As minhas memórias de criança entre outras coisas de criança que sou, foram sendo semeadas com tecidos, agulhas, botões, linhas e máquinas de costura. Cresci com as práticas de tudo aproveitar e reutilizar. Os meus familiares guardavam tudo como tesouros e a minha irmã costurava, costurava tanto que essa música não sai de mim. Cresci num mundo de aproveitamentos e de costuras fraternas. Entre Pontos e Contos surge dessa amálgama entre a criança que me nego deixar de ser e a descoberta e redescoberta de uma paixão: histórias infantis. Livros maravilhosos que me contam histórias. Desde o nascimento do meu filho que sinto o latejar do universo dos trabalhos que desenvolvo como primordiais. Uma espécie de escrita. À mão livre e/ou com as máquinas de costurar e depois de fazer uma oficina prática de mantas narrativas na Livraria Salta Folhinhas no Porto, nunca mais parei de criar recursos narrativos que promovam a minha liberdade nesta arte que abracei.




UP: Onde vai buscar inspiração para criar as suas personagens em tecido?

Vou aos livros e “bebo” o que eles me oferecem, respeitando sempre os direitos de autor. Claro! No caminho para a escola e dela para casa falo com os cães e gatos e gaivotas e percebo brilhos do orvalho nas plantas e nas novas e velhas telhas da minha terra, das nossas terras. Também ouço o trânsito cada vez mais agressivo e não fecho os olhos. Quantas vezes o dia a dia inspira sem darmos conta? Não busco a inspiração na medida em que e no meu entender, ela está no tempo que lhe dedicarmos. Uma espécie de trabalho prazenteiro.



Personagens do livro "Onde Vivem os Monstros" de Maurice Sendak




UP: O que decorre normalmente durante uma das suas sessões de contos?

Começa sempre com música. O efeito que o canto promove é imediato. Primeiro em mim e... magia! As crianças arregalam os olhos e passamos, já em conjunto, às histórias mais ou menos alinhavadas. Não se pode não improvisar com crianças e um alinhamento pré estabelecido pode transformar-se noutra coisa igualmente válida. Tenho especial interesse em apresentar histórias e canções que despertem e que promovam o gosto pela leitura e pela música, pela educação para a cidadania e que cultivem o valor do respeito pela natureza e pelas diferenças humanas. As sessões têm a duração de 45min.

UP: Também dá oficinas de costura criativa. O que podemos aprender durante estas oficinas?

Sim, oriento oficinas de costura onde as histórias infantis são o mote de trabalho. Ensino técnicas que considero facilitadoras para a expressões e criatividade da(o)s formanda(o)s. São oficinas informais onde a partilha e alegria são naturais. Rolam histórias e estórias ao som das máquinas mais ou menos apressadas. Quase música!

UP: Onde podemos encontrar mais informação sobre as suas sessões de contos e sobre o seu trabalho?

Encontro-me na web com as seguintes moradas: facebook e site.
Também podem enviar um e-mail para entrecontosepontos@live.com.pt a solicitar mais informações.



Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.