Durante o festejo homens a cavalo arrancam com as mãos a cabeça de gansos pendurados numa corda.

Homem decapita ganso em festa espanhola

O município espanhol de El Carpio de Tajo, em Toledo, celebra, no final de julho, uma tradição em honra de Santiago Maior, que é alvo de polémica.
Durante o festejo, homens a cavalo arrancam com as mãos a cabeça de gansos pendurados numa corda. Os gansos já estão mortos quando são pendurados na corda, mas antigamente eram decapitados vivos.

"Para nós isto é uma tradição e um orgulho. O meu pai participava na festa e espero que o meu filho e a minha filha, no futuro, também participem", contou ao El País, José Segovia, um dos cavaleiros.

Esta tradição foi proibida pelo governo de Toledo nos anos 70, mas foi restabelecida em 1983.
Recentemente, 135 000 pessoas assinaram uma petição pelo fim desta tradição em El Carpio de Tajo.


ATENÇÃO: Os vídeos que se seguem contêm imagens chocantes.





Na cidade basca de Lekeitio, perto de Bilbao, a população é desafiada a arrancar o pescoço de um ganso que se encontra preso numa corda elástica no meio de um rio, durante a competição do "Antzar Eguna" (Dia do Ganso), que se realiza a 5 de setembro. Hoje em dia, os gansos já se encontram mortos quando são decapitados, mas antigamente realizava-se com gansos vivos.



Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.