Morreu Simone Veil, uma das personalidades imortais de França, responsável pela legalização do aborto.

Simone Veil

Morreu, no dia 30 de junho, com 89 anos, Simone Veil, uma das personalidades imortais de França, tendo sido responsável pela legalização do aborto e da contraceção em 1974.

“Nenhuma mulher recorre de ânimo leve ao aborto. Ele continuará a ser sempre um drama”, afirmou.
Veil, feminista convicta, foi um ícone da luta dos direitos das mulheres e foi a primeira presidente do Parlamento Europeu, em 1979.
Simone Veil nasceu, em Nice, a 13 de julho de 1927, e, em 1944, a jovem judia foi deportada com a sua família para Auschwitz-Birkenau, tendo sobrevivido juntamente com as irmãs. Depois da guerra, estudou direito e casou com Antoine Veil.

"Apesar de um destino difícil, sou e continuo a ser otimista", disse em 1995 ao Libération. "Acredito que há sempre um propósito pelo qual lutar. Digam o que disserem, a humanidade está hoje mais suportável do que no passado".


Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.