O incêndio que se está a alastrar em Espanha, obrigou a que se soltassem 13 dos 25 linces ibéricos do Centro de Reprodução de Doñana.

Lince ibérico

Com a aproximação do incêndio que começou em Moguer, no sul de Espanha, e com o fumo a tornar-se cada vez mais asfixiante, os responsáveis do Centro de Reprodução de Linces Ibéricos de El Acebuche puseram em andamento o seu plano de evacuação.

Os pares reprodutores e as crias de lince – cinco crias e nove adultos – começaram a ser transferidos para outros centros na vizinhança.

Os restantes 13 animais, criados em jaulas e em regime de semiliberdade, linces doentes, velhos ou sem capacidade reprodutora, foram libertados. Os seus cuidadores abriram as portas das jaulas para que pudessem escapar do fogo, ficando assim entregues à sua sorte.

Atualização: Segundo um comunicado do Centro, morreu "Homer", uma das fêmeas, provavelmente pelo stress provocado pela sua captura e transporte.
Entretanto, a equipa já regressou ao Centro e capturou onze dos treze linces libertados, que tinham permanecido no interior ou nas imediações do centro.


Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.