Leonardo DiCaprio, o governo do México e Carlos Slim apresentaram um plano para proteger a vaquita, o cetáceo mais ameaçado do mundo.

Leonardo DiCaprio

Leonardo DiCaprio, o governo do México e o bilionário mexicano Carlos Slim apresentaram um plano, no dia 7 de junho, para proteger a vaquita, o cetáceo mais pequeno do mundo, que está à beira da extinção.

A diminuição das populações de toninhas (Phocoena sinus) ou vaquitas é uma consequência da pesca de arrasto de camarão e totoaba, um peixe também em perigo de extinção e que é uma iguaria muito popular na Ásia. Existem atualmente menos de 30 vaquitas em estado selvagem.

Enrique Peña Nieto, o presidente mexicano, encontrou-se com DiCaprio e Slim na Cidade do México para assinar um acordo no qual se compromete a preservar a vida marinha no Golfo da Califórnia, o que inclui também a vaquita.

Segundo o memorando, os signatários comprometem-se a proibir temporariamente a pesca de arrasto nas águas que abrigam a vaquita e a combater o uso de redes de arrasto ilegais, usadas para a pesca de totoaba. Este plano inclui também o compromisso de proibir a pesca noturna na parte superior do Golfo da Califórnia e na área reservada à vaquita.

Em maio, 200 mil pessoas assinaram uma petição para salvar este animal.




Foto: Reuters/Carlo Allegri

Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.