Uma cria órfã de elefante foi aceite e adotada por uma manada semisselvagem de elefantes de Camp Jabulani, na África do Sul.

Timisa entre a manda de elefantes que a adotou

Timisa, uma cria órfã de elefante, foi aceite e adotada por uma manada semisselvagem de elefantes de Camp Jabulani, na África do Sul.

A cria – cujo nome significa “corajosa” em tsonga – estava em estado de desidratação extrema quando foi resgatada, em novembro de 2016, pela Elephants Alive. Quando a apresentaram à sua nova família, a pequena elefante fêmea foi aceite imediatamente, um comportamento pouco habitual em elefantes.

Seis meses mais tarde, Timisa já se adaptou perfeitamente à sua nova vida e à sua mãe adotiva, Limpopo, a filha da matriarca Tokwe.

“Existem casos isolados de crias órfãs adotadas por manadas selvagens, mas isto não acontece com muita frequência e é mais provável a cria órfã ser adotada por uma fêmea lactante da sua manada”, disse Michelle Henley, cofundadora e diretora-executiva da Elephants Alive.

A cria de elefante Timisa
A pequena Timisa | Foto: Mike Kendrick
Timisa e a sua mãe adotiva, Limpopo
Timisa e a sua mãe adotiva, Limpopo | Foto: Mike Kendrick

O Camp Jabulani tem 14 elefantes em estado semisselvagem, que foram resgatados de um programa de abate no Zimbabué, há mais de 20 anos. Estes animais vagueiam num ambiente natural sob supervisão, para os proteger de conflitos com as manadas de elefantes selvagens da reserva natural.

O dia do resgate de Timisa
Timisa a ser resgatada | Foto: Mike Kendrick

A caça furtiva, movida pela procura de marfim na Ásia, dizimou 30% dos elefantes africanos nos últimos sete anos e está a aumentar no Parque Nacional de Kruger, onde 80 elefantes foram abatidos por caçadores furtivos nos últimos 18 meses.

“A sobrevivência de um elefante pode fazer a diferença e abrir-nos um novo mundo de reflexão. Talvez seja altura de mudarmos a nossa abordagem de conservação para que não tenhamos de pedir desculpas por termos compaixão por um indivíduo”, disse Michelle Henley.

Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.