O programa Casa Eficiente consiste numa linha de financiamento para intervenções de melhoria do desempenho ambiental de casas e edifícios.

Painel solar num telhado

O programa Casa Eficiente consiste numa linha de financiamento com "condições muito favoráveis” para intervenções de melhoria do desempenho ambiental de casas e edifícios, de acordo com a Confederação da Construção e do Imobiliário (CPCI), promotora da iniciativa.

Este programa deverá estar em funcionamento até junho, encontrando-se de momento a aguardar aprovação do Banco Europeu de Investimento (BEI).

Podem recorrer a este financiamento todos os proprietários “independentemente da sua dimensão e localização geográfica”, estando assim abrangida a maioria dos particulares, dos condomínios e das empresas.

De acordo com a CPCI, “o desenho do programa aponta para um prazo de cerca de dois meses entre a apresentação da candidatura e a celebração do contrato de empréstimo”.

A CPCI, juntamente com os ministérios envolvidos, irá definir e implementar a “orientação estratégica” do programa Casa Eficiente e criará o Portal Casa Eficiente com o apoio técnico de entidades como a ADENE (Agência para a Energia), a APA (Agência Portuguesa do Ambiente) ou a EPAL (Empresa Portuguesa das Águas Livres).

No portal, darão entrada as candidaturas e serão disponibilizadas informações como o tipo de obras financiadas, as poupanças estimadas ou as empresas habilitadas para os trabalhos. Após a validação técnica das candidaturas, o processo passa para o banco que, após a sua análise, disponibilizará o empréstimo nas condições definidas.

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.