As urtigas podem ser usadas em receitas de sopas, pesto, pão, arroz, sumos ou mesmo em chá.



As ervas silvestres como as urtigas, as beldroegas, a rúcula e a acelga faziam, antigamente, parte da cozinha tradicional portuguesa.
Existem várias espécies de urtigas em Portugal (Urtica urens, U. membranacea, U. dioica e U. pilulifera) e todas são comestíveis. São grátis, crescem um pouco por todo o lado e são muito ricas em vitaminas e minerais, especialmente em cálcio e potássio.

Deve usar luvas para as colher e as folhas mais escuras devem ser escaldadas para reduzir o seu sabor intenso.
As urtigas podem ser usadas em receitas de sopas, pesto, pão, arroz, sumos ou mesmo em chá. As sementes das urtigas também são comestíveis.

Como identificar e cozinhar a urtiga + receita de maionese de linhaça e urtigas



Creme de urtigas


Veja a receita aqui

Sopa de urtigas


Veja a receita aqui

Sopa de urtigas


Veja a receita aqui

Arroz de urtigas


Veja a receita aqui

Pesto de urtiga


Veja a receita aqui

Pesto de urtiga


Veja a receita aqui

Pão de urtigas


Veja a receita aqui

Sumo de urtigas


Veja a receita aqui

Chá de urtigas


Veja a receita aqui

Leia também a entrevista com Alexandra Azevedo sobre a Natureza Comestível de Portugal
Visite também o Facebook da Confraria da Urtiga

Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.