Conheça o projeto Sustenta’ Terra, Sustenta’ Vida.



A Kriscer (Associação de Cooperação para o Desenvolvimento Humano e Social) está a desenvolver o projeto Sustenta’ Terra, Sustenta’ Vida com sessões de cinema e palestras dedicadas à Teoria de Gaia, à Sustentabilidade e à Cidadania Global.

O UniPlanet falou com a Kriscer para conhecer melhor este projeto.


UniPlanet (UP): Podem apresentar-nos a KRISCER - Associação de Cooperação e Educação para o Desenvolvimento Humano e Social?

Fundada em 7 de Setembro de 2007 em Portugal - Coimbra, a KRISCER - Associação de Cooperação para o Desenvolvimento Humano e Social, é uma associação sem fins lucrativos, reconhecida como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD). Nasceu do sonho da sua fundadora que acredita na construção de um mundo mais equilibrado, justo e sustentável à escala local e global.
A Kriscer tem como missão agir no Mundo, desenvolvendo um trabalho solidário na promoção do Despertar do Ser Humano enquanto Cidadão do Mundo através da educação, da sensibilização da comunidade para proteção dos direitos humanos, da promoção da Paz no Mundo e entre os Povos, e do Respeito pela Natureza e pelos Animais.


UP: Um dos princípios que defendem é o da sustentabilidade e por isso estão a desenvolver o projeto Sustenta'Terra Sustenta'Vida. Podem falar-nos um pouco dele?

Sustenta'Terra - Sustenta'Vida é um Programa de Cidadania Planetária cujo objetivo central é o de desenvolver uma cultura de sustentabilidade e de planetariedade, (cultura que parte do princípio que a Terra é constituída por uma só comunidade de humanos, os terráqueos e que são cidadãos de uma única Nação - A Terra). Este objetivo vai sendo concretizado através das diversas palestras de sensibilização e debate que promovemos no sentido de despertar a consciência humana para uma responsabilidade universal e planetária.
Este programa é construído com base nos Princípios da Carta da Terra e da Permacultura - Cuidar do Ser Humano - Cuidar da Terra - Partilhar os Excedentes. Não é voltar ao passado, é recriar um futuro sustentável, ou seja em equilíbrio!
Fazem parte deste programa os projetos Planeta Escola na área da educação, formação e ambiente para crianças e jovens, Aventura Solidária e Espiritual na área da Cooperação Internacional e o Consciências na área de cultura e arte eco-social.



Foto: Paula Cristina Medeiros, fundadora da Kriscer


UP: Realizaram recentemente palestras em Aveiro e em Coimbra sobre este tema. Querem deixar aqui um convite para as próximas palestras?

As próximas palestras vão abordar uma teoria polémica que é a Hipótese de Gaia, que na nossa visão liga e exemplifica a simbiose entre todos os seres vivos deste planeta, despertando-nos para a responsabilidade das nossas ações e o seu impacto sobre toda a vida no planeta. Uma Consciência desperta pode fazer a diferença. Podem acompanhar-nos no Facebook, na página do Sustenta' Terra e da Kriscer, deixando ainda o convite para participarem nas palestras e debates que desenvolvemos em várias cidades do país e que serão importantes momentos de partilha de experiências, conhecimentos e ideais.


UP: Como podemos apoiar o vosso projeto?

Divulgando o nosso trabalho, promovendo sinergias entre projetos, experiências e pessoas com objetivos idênticos, de forma a criarmos uma rede de intenções de mudança e sustentabilidade, juntando-se ao nosso grupo de voluntariado. Divulgar também um produto solidário - Agenda Livro 2017 - que aborda as varias temáticas que vamos debater ao longo do ano sobre o Planeta Terra que sustenta a vida, e cuja verba resultante da sua venda permite a continuidade do programa.





UP: Onde podemos encontrar mais informação sobre a KRISCER?

Podem obter mais informação sobre a Kriscer no nosso site www.kriscer.org.




Não é a Terra que é frágil. Nós é que somos frágeis. A natureza tem resistido a catástrofes muito piores do que as que produzimos. Nada do que fazemos destruirá a natureza. Mas podemos facilmente destruir-nos. - James Lovelok

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.