Esta será a primeira geração de cães-polícia no México que não será abatida após a sua reforma.


Rosty, um Labrador de 11 anos, faz parte da primeira geração de cães-polícia, no México, que não será eutanasiada após a sua reforma. Depois de uma vida a combater o crime, Rosty e outros 8 cães aposentaram-se em 2016 e tiveram direito a uma cerimónia formal com medalhas de honra a reconhecer o seu trabalho.

“Eles merecem”, disse o diretor da equipa de cães-polícia, Víctor Hugo Martínez, à Fox News. “Durante a maior parte das suas vidas, não fizeram mais nada para além de servir a nação e foram os melhores companheiros.”

Até agora, os cães eram abatidos a uma certa idade porque a polícia temia que fossem parar às mãos de criminosos e traficantes de droga, que pudessem fazer mau uso dos seus talentos. No entanto e graças ao trabalho da Federacíon Canófila Mexicana (FCM), isso já não voltará a acontecer. “Se formos cuidadosos com o processo de adoção, podemos verificar as famílias [que os querem adotar] e garantir que lhes podem dar uma boa casa”, disse José Luis Payró, diretor da FCM, que está encarregada de encontrar casas para os cães e que continuará a monitorizá-los mesmo depois de adotados.


Rosty e Jorge Luis López (FoxNews.com/Gardenia Mendoza)

Os nove polícias de quatro patas que estão à procura de casa têm entre 12 e 15 anos e são peritos em encontrar explosivos, drogas e até dinheiro: Rosty ganhou estatuto de lenda depois de ter encontrado cerca de 3 milhões de euros num carro abandonado em 2011.

Embora muitos dos polícias quisessem adotar os seus companheiros, são desencorajados de o fazer para que possam dedicar toda a sua atenção aos seus novos parceiros caninos.

“Vai ser tão triste vê-la ir-se embora”, disse um dos agentes, Alfredo Aldape, referindo-se à sua companheira de 5 anos, Lucy. O polícia acrescentou, contudo, que percebe que o melhor para estes cães será serem adotados por famílias que lhes deem a reforma que merecem. “Eles trabalharam muito. Merecem um final feliz no quintal de alguém, a apanharem sol e a serem estragados com mimos.”

A FCM espera terminar o processo de adoção ainda em fevereiro, o que não será muito difícil: a organização recebe cerca de 40 chamadas de interessados em adotá-los por dia!


Lucy e Alfredo Aldape (FoxNews.com/Gardenia Mendoza)

Subscrever a Newsletter

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.