Os deputados franceses aprovaram um projeto de lei que prevê a instalação obrigatória de câmaras de vigilância nos matadouros de França.

vaca

Os deputados franceses aprovaram, no dia 12 de janeiro, um projeto de lei que prevê a instalação obrigatória de câmaras de vigilância nos matadouros de França, a partir de janeiro de 2018. "O único fim desta instalação é a proteção dos animais", lê-se na proposta.

O projeto de lei "relativo ao respeito do animal no matadouro", da autoria do deputado Olivier Falorni, surgiu em resposta à divulgação de filmagens clandestinas capturadas pela organização de defesa dos direitos dos animais L214, que mostravam cenas chocantes de maus-tratos aos animais perpetuados nestas instalações.

28 deputados votaram a favor e 4 contra esta medida, que propõe que “a partir de 1 de janeiro de 2018, na sequência de uma experiência para avaliar a oportunidade e as condições da sua implementação, sejam instaladas câmaras em todos os locais de transporte, acomodação, imobilização, atordoamento, abate e occisão dos animais”.

Membros dos serviços veterinários do governo e da gestão dos matadouros terão acesso às imagens gravadas, que não poderão ser conservadas por mais de um mês.

O projeto de lei propõe ainda a criação de um comité nacional de ética dos matadouros e o endurecimento das penas em caso de maus-tratos aos animais, conta a Reuters.
Para se tornar lei, falta ao projeto ser examinado pelo Senado francês, que deverá dar o seu voto final até ao início de março.

Subscrever a Newsletter

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.