Chelsea Manning condenada a 35 anos de prisão por transmitir documentos confidenciais à WikiLeaks vai ser libertada a 17 de maio de 2017.



Chelsea Manning, anteriormente conhecida como Bradley Manning, militar norte-americana que foi condenada a 35 anos de prisão por transmitir documentos confidenciais à WikiLeaks, vai ser libertada a 17 de maio de 2017, depois de o Presidente Barack Obama lhe ter reduzido a pena.

Manning foi condenada por transmitir 700 mil documentos confidenciais à WikiLeaks, aquela que foi a maior fuga de informação de sempre nos EUA, e só deveria deixar a prisão em 2045.

Os advogados consideraram no ano passado que os maus tratos que sofre, desde a detenção em 2010, e a pena de prisão de 35 anos, estavam “a desmoralizar e a desestabilizar a sua saúde e humanidade”, segundo a Associated Press.



Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.