O Wefood, um supermercado que vende comida fora do prazo de validade a preços reduzidos, tornou-se tão popular que abriu uma 2ª loja.



O Wefood, um supermercado que vende comida perto do fim da validade ou fora do prazo oficial de validade a preços reduzidos, em Copenhaga, tornou-se tão popular desde a sua inauguração em fevereiro de 2016 que abriu uma segunda loja, em novembro, na capital. À semelhança do que acontece na primeira loja, na nova Wefood os trabalhadores são voluntários e os lucros são doados para projetos de caridade.

A Dinamarca lidera a Europa na luta contra o desperdício alimentar. A lei dinamarquesa permite a venda de alimentos fora do prazo de validade, desde que este facto esteja visivelmente marcado no produto e que o seu consumo não constitua um risco para a saúde.

Os artigos vendidos na Wefood são-lhe doados por produtores, empresas e supermercados locais e são recolhidos por voluntários. Os clientes compram estes produtos por cerca de metade do seu preço original. No entanto, como o stock da loja depende de doações, os produtos variam muito e não é possível saber-se com certeza o que haverá nas prateleiras diariamente, conta o Inhabitat.

Por trás da Wefood está a organização DanChurchAid. Segundo a ONG, há 800 milhões de pessoas que se vão deitar com fome, à noite, numa altura em que mais de um terço de toda a comida produzida no mundo é desperdiçada. A DanChurchAid utiliza o dinheiro angariado no supermercado em “ajuda de emergência e regimes de proteção social, assim como em projetos que promovam a produção agroecológica”, explica.

“É fantástico que, em vez de deitar coisas fora, eles estejam a escolher vendê-las por dinheiro. Está-se a apoiar uma boa causa”, contou ao The Guardian um dos clientes da loja.



Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.