Segundo um relatório de uma empresa de estudos de mercado, os produtos vegans vão crescer 11% anualmente, entre 2016 e 2020.



Segundo um relatório recente da empresa de estudos de mercado, Technavio, os produtos de consumo embalados vegans vão apresentar uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de cerca de 11%, entre 2016 e 2020. Analisando as tendências do mercado, o relatório revelou que o Reino Unido - cuja população vegan cresceu 350% na última década – foi responsável por 20% dos novos produtos vegans lançados na Europa, em 2015.

De acordo com os analistas, foram identificados três fatores que contribuem para o crescimento deste mercado:
  • Os benefícios para a saúde associados ao veganismo
  • A crescente preocupação com o bem-estar e a crueldade contra os animais
  • Maior interesse na proteção ambiental
“Uma nova vaga de consumidores, especialmente millennials com idades entre os 20 e os 34, preferem alimentos vegans, devido ao seu interesse no bem-estar animal e em produtos alimentares amigos do ambiente, declarou um dos analistas da Technavio, Manjurath Reddy.

Um relatório recente da agência Mintel revelou que os alimentos rotulados como “vegans” aumentaram 257% desde 2010. Outras empresas de estudo do mercado previram a crescimento de sectores específicos de comida vegan, entre os quais os mercados do leite vegetal, da carne vegetal e dos substitutos de ovos, que se espera que atinjam os €33 mil milhões, €5 mil milhões e €1,4 mil milhões, respetivamente, nos próximos anos.

Subscrever a Newsletter

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.