A partir de 2017, a Google vai ser alimentada 100% por energias renováveis.

Painéis solares da Google

A partir de 2017, a Google vai ser alimentada 100% por energias renováveis. A empresa assinalou este projeto como “um momento histórico” no progresso tecnológico. Em 2015, 44% da sua energia resultou de investimentos em parques eólicos e solares. O objetivo é agora alcançar os 100%.

Em comunicado, o diretor do Departamento de Energia da Google explicou que a utilização de fontes energéticas renováveis é “a opção de menor custo” para os negócios. Nos últimos anos, o preço da energia eólica e solar caiu 60 e 80%, respetivamente, conta a RTP1.

No entanto, a energia nuclear é também uma opção para a empresa. A Google afirmou que não irá “descartar a assinatura de um contrato deste tipo de energia, se atender aos objetivos de baixo custo e segurança”.

Gráfico

Subscrever a Newsletter

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.