Uma equipa de investigadores descobriu o que pode ser o primeiro rio poluído do mundo, contaminado antes da Idade do Bronze.



A poluição industrial pode parecer um fenómeno moderno, mas uma equipa de investigadores descobriu o que pode ser o primeiro rio poluído do mundo, contaminado há cerca de 7000 anos, antes da Idade do Bronze.

O leito do rio, agora seco, fica na região de Wadi Faynan, na Jordânia, e a poluição terá sido causada pela combustão do cobre – algo que leva a crer que os humanos da zona estariam nas fases iniciais do desenvolvimento da metalurgia, aprendendo a fundir.

Este período, conhecido como a Idade do Cobre ou Calcolítico, marca o ponto na história em que os seres humanos começaram a trocar a pedra pelo metal na criação de ferramentas.

“A inovação tecnológica e o aumento da adoção e da utilização de metais na sociedade marcam o início do mundo moderno”, diz Russel Adams, professor de antropologia da Universidade de Waterloo e um dos autores do estudo publicado na revista científica Science of the Total Environment.

Com o passar do tempo, as comunidades da região cresceram e a produção de cobre expandiu – construíram-se minas, grandes fornos de fusão e fábricas, por volta de 2600 a.C.. Esta região é casa da primeira revolução industrial do mundo, explica. “Este foi mesmo o centro da tecnologia inovadora.”

No entanto, o preço que as pessoas pagaram pelo aumento da produção metalúrgica foi elevado. Os resíduos da exploração de cobre permaneceram e continham metais como o cobre, o chumbo, o zinco, o cádmio, o arsénico, o mercúrio e o tálio. As plantas absorveram estes metais, as pessoas e os animais comeram-nos e os contaminantes bioacumularam-se no ambiente.

Na opinião do antropólogo, a poluição resultante de milhares de anos de exploração e produção de cobre terá levado ao aparecimento de uma variedade de problemas de saúde – como infertilidade, malformações, morte prematura – nos povos antigos.

A equipa de investigadores vai agora alargar a análise sobre os efeitos desta poluição até à Idade do Bronze, que teve início por volta de 3200 a.C.. A região de Faynan tem uma longa história de ocupação humana e a equipa está a examinar a magnitude e a propagação desta poluição na altura em que os metais e a sua produção em grande escala se tornaram peças centrais para as sociedades humanas.

Subscrever a Newsletter

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.