Foi aprovada a construção de uma autoestrada que atravessará o território de uma importante colónia de coalas, apesar de protestos dos ativistas.

Coalas

Apesar de uma campanha de 10 anos para proteger a colónia de coalas de Ballina, na Austrália, o novo Ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, deu luz verde à proposta do Serviço Marítimo e Rodoviário para a construção de uma autoestrada que atravessará o território destes animais, no próprio dia em que assumiu o cargo. Friends of the Koala, uma organização sem fins lucrativos, declarou que este era “um desfecho vergonhoso para a nossa luta de mais de uma década para manter o Projeto de Atualização das Autoestradas do Pacífico longe da população de coalas de Lower Richmond”. A organização mostrou-se particularmente desagradada com o facto de não ter recebido qualquer aviso ou notificação sobre esta decisão.

Embora o novo plano de Gestão de Coalas preveja a construção de 26 passagens subterrâneas e a plantação de milhares de árvores, para a presidente da Friends of the Koala, Lorraine Vass, estas medidas não são suficientes. “Sim, haverá mais árvores, mas o que importa é o que estão a deitar abaixo entretanto.” O grupo tem experiência com os problemas que costumam surgir com este tipo de projeto, nomeadamente animais feridos e mortos durante o abate de árvores necessário para a construção das estradas. “E independentemente da quantidade de passagens subterrâneas que construam, serão, no total, apenas alguns metros, quando comparados com uma extensão de 12,5 km de estrada que dividirá a colónia, explica. “Também é necessário ter-se em consideração o efeito do intervalo de tempo. É a interrupção desta população e o que ela significará a curto, médio e longo prazo”, defende.
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.