A Câmara Municipal de Lisboa quer ser o 1º município onde não se desperdiça comida.

Lisboa

A Câmara Municipal de Lisboa quer ser o 1º município onde não se desperdiça comida e apresentou, dia 13 de outubro, uma campanha nacional contra o desperdício alimentar, com o objetivo de angariar voluntários e sensibilizar a sociedade civil.

A campanha chama-se "Vai onde sobra, leva onde faz falta" e o objetivo da mesma é aumentar o número de voluntários e garantir a cobertura por inteiro do território do município, através de uma rede de recolha e distribuição dos alimentos, e ao mesmo tempo sensibilizar as famílias para boas práticas alimentares de forma a combaterem o desperdício.

Para se ser voluntário basta dirigir-se a uma das instituições colaborantes ou à própria autarquia.
Ana Moura, Cláudia Vieira, Eder, Júlio Isidro, Lourenço Ortigão e o maestro Vitorino de Almeida serão a cara desta iniciativa.
"Esperamos que o aumento do número de voluntários conseguido com esta campanha contribua, decisivamente, para que Lisboa seja o primeiro município do mundo a combater o desperdício alimentar de forma consistente e integrada a nível de cidade", afirmou o vereador João Gonçalves Pereira, comissário municipal de Combate ao Desperdício Alimentar.

Durante a apresentação estiveram presentes instituições e organismos da cidade que colaboram contra o desperdício alimentar, como a Fundação Calouste Gulbenkian, o Exército de Salvação, a Comunidade Vida e Paz, a Refood, o Banco Alimentar e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Fernando Medina, da Rede Alimentar de Lisboa, informou que esta rede já permitiu o reaproveitamento de mais de 2 milhões de refeições gratuitas a cerca de 2000 famílias na cidade de Lisboa.
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.