Pela primeira vez nos Estados Unidos, as abelhas foram colocadas sob a proteção da Lei de Espécies Ameaçadas.

Abelha Hylaeus

Pela primeira vez nos Estados Unidos, as abelhas foram colocadas sob a proteção da Lei de Espécies Ameaçadas.
Sete espécies de abelhas (Hylaeus), que antes prosperavam no Havai, foram declaradas como "ameaçadas", no dia 30 de setembro, pelo Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA.

Entre as principais ameaças que estas espécies têm enfrentado estão "a perda de habitat, os incêndios florestais e a invasão de plantas e insetos não-nativos", conta o The Guardian.
Esta proteção irá permitir a implementação de programas de recuperação de espécies, o acesso a financiamento e ajudar a limitar as ameaças externas.
O papel destes polinizadores é essencial para a agricultura do Havai, na produção de fruta, frutos secos e legumes. Muitas plantas autóctones podem deixar de existir se estas abelhas desaparecerem totalmente das ilhas.

A listagem destas espécies surge, em grande medida, graças ao trabalho da Xerces Society, que tem como missão proteger os polinizadores e invertebrados que desempenham um papel vital na saúde do ecossistema global.
O Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA tinha proposto também, na semana passada, que o “rusty patched bumble bee” (abelhão de mancha enferrujada, em tradução livre) fosse adicionado à listagem de espécies em perigo dos EUA.

Foto: Jason Graham, Universidade de Hawaii-Manoa
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.