A Suécia quer atribuir benefícios fiscais para incentivar a reparação de artigos avariados, reduzindo o desperdício produzido no país.

Bicicleta

O governo da Suécia quer atribuir benefícios fiscais para incentivar a reparação de artigos velhos ou avariados, desde sapatos a máquinas de lavar, numa tentativa de proteger o ambiente, reduzindo o desperdício produzido no país.

A coligação no poder entre o Partido Social Democrata e os Verdes vai apresentar propostas para a atribuição de benefícios fiscais em reparações de eletrodomésticos, como frigoríficos, fogões, máquinas de lavar a loiça e a roupa, assim como para reduzir o IVA de 25 para 12% nos consertos de bicicletas, roupas e calçado, conta o The Local.

O governo tenciona ainda tornar a aquisição de grandes eletrodomésticos e de computadores mais dispendiosa, aplicando um “imposto químico” adicional para cobrir o custo ambiental das substâncias difíceis de reciclar.
“Este problema tinha uma prioridade muito baixa para o anterior governo”, declarou Per Bolund, ministro dos mercados financeiros e do consumo. “Mas se queremos resolver os problemas da sustentabilidade e do ambiente temos de trabalhar no consumo.”

Para além de preços mais baixos, o governo também está a planear uma campanha publicitária para encorajar as pessoas a consertar as suas coisas mais frequentemente. “Através de vários métodos, [queremos] que as pessoas tenham mais facilidade em fazer a coisa certa”, explica o ministro, acrescentando que isso pode ser tão simples como colocar sinais mais claros, orientando as pessoas até aos pontos de reciclagem mais próximos. “Do meu ponto de vista, não se trata necessariamente de consumir menos, mas antes de olhar para o que consumimos e como o fazemos.”

O ministro espera que estas medidas incentivem o crescimento da indústria de pequenas reparações, criando novos empregos para pessoas com nível baixo de escolaridade.
Se as propostas forem aprovadas, entrarão em vigor a 1 de janeiro de 2017.
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.