A Suíça foi o último país na Europa a conceder o direito de voto às mulheres.


A Suíça foi o último país na Europa a conceder o direito de voto às mulheres. Em 1971, as mulheres ganharam o direito de voto a nível federal e no cantão Appenzell Innerrhoden apenas em 1991.



Enquanto o marido vai votar para a introdução do voto das mulheres a nível cantonal, a esposa e os filhos esperam lá fora (1968)



Reunião das representantes da União Suíça pelo Sufrágio das Mulheres (1963)



Mulheres manifestam-se na Exposição Nacional a favor do direito de voto (Lausana, 1964)



Ao pé das bandeiras dos cantões que já tinham concedido o voto às mulheres, uma faixa proclama "o direito de voto é um direito humano" (Zurique, 1966)



Mulheres manifestam-se em Berna pelo direito ao voto (1969)



Manifestação pelo sufrágio feminino (Zurique, 1969)



Dois turistas japoneses admiram um poster contra o direito de voto das mulheres (Zurique, 1966)



Eleições municipais na Suíça francesa. As mulheres de Vaud, Neuchâtel e Genebra foram as primeiras a conseguirem o direito de voto (1970)



As mulheres de Zurique votam pela 1ª vez a nível municipal (1969)



Posters apelam ao "sim" para o voto das mulheres (1971)



Mulheres assobiam em frente ao prédio do parlamento (1969)



Mulheres manifestam-se contra um parlamento 100% masculino que debatia a Convenção Europeia dos Direitos Humanos (1969)



Alguns dias antes da votação, na Bahnhofstrasse de Zurique, um homem distribui panfletos que lembravam que "o homem é o chefe da família"



Estátua da Helvécia na Basileia com um cartaz "não posso votar" (1966)



"Chega de discriminação", protestam mulheres na Place fédérale (1969)

Fonte: Swiss Info
Fotos: Keystone, RDB
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.