O governo boliviano espera ser o único produtor dos seus alimentos até 2020.

Produtora de quinoa na Bolívia

O governo boliviano decidiu investir 36 milhões de euros na produção alimentar local e espera ser o único produtor dos seus alimentos até 2020.
A Institución Pública Desconcentrada Soberanía Alimentaria (IPDSA) anunciou um aumento de 25% na produção alimentar local, em 2014, - uma taxa de crescimento que espera que se repita nos próximos anos, explica o Inhabitat.

Segundo o director da IPDSA, Hilarion Callisaya, para tornar este plano possível, a instituição terá de apoiar as quintas de pequena e média dimensão, facilitando a aquisição de equipamento tecnológico e a provisão de sementes.
Esta decisão do país sul-americano diminuirá, consequentemente, as emissões de carbono – uma vez que menos alimentos necessitarão de ser transportados de outros países –, para além de impulsionar e aumentar a estabilidade dos pequenos e médios agricultores.



Foto: FAO
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.