Um Tribunal de Recurso proibiu a Marinha dos EUA de utilizar sonares que podem ser prejudiciais para golfinhos, baleias e focas.

Baleia

Um Tribunal de Recurso federal dos EUA decretou que a Marinha norte-americana tinha sido erroneamente autorizada a utilizar sonares que poderiam ser prejudiciais para golfinhos, baleias e outros mamíferos marinhos, como as focas e os leões-marinhos.
O Tribunal reverteu, assim, uma decisão de 2012, que permitia à Marinha dos EUA utilizar sonares de baixa frequência em treinos, testes e operações de rotina. Esta autorização abrangia as operações em tempo de paz nos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico e no mar Mediterrâneo durante 5 anos, conta o World Animal News.

O Sonar (Sound Navigation And Ranging) é uma técnica que usa a propagação do som (geralmente debaixo de água) para navegar, comunicar com ou detetar objetos, como outras embarcações, sobre ou abaixo da superfície da água.
O documentário Sonic Sea, estreado este ano no Discovery Channel, sobre o impacto nos animais marinhos do ruído industrial e militar no oceano, poderá ter influenciado a decisão do tribunal de recurso.
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.