Um estudante ganhou um prémio do Ministério de Agricultura de França para desenvolver um detetor portátil de pesticidas em frutas e legumes.



Simon Bernard, um estudante francês de 25 anos, ganhou um prémio de 150 000€ do Ministério de Agricultura de França para desenvolver um detetor portátil de pesticidas em frutas e legumes, o Scan Eat.

Para se utilizar o Scan Eat, os utilizadores vão ter de fazer o download de um app para o telemóvel e depois efetuar o scan da fruta ou legume com um dispositivo do tamanho de uma pen USB. A informação molecular será, então, convertida em níveis de pesticidas. O estudante vai desenvolver os algoritmos para este detetor durante um contrato de 9 meses numa incubadora do Ministério de Agricultura francês. Se o desenvolvimento da tecnologia for bem sucedido, o estudante poderá beneficiar de um outro incentivo, de cerca de 500 000€.

Segundo o portal Potato Business, na agricultura convencional, uma batata é tratada com pesticidas 18,9 vezes e uma maçã 35,1 vezes antes de chegar às prateleiras.

Fonte: Marketing Agricola
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.