O Governo da Austrália proibiu a venda de produtos testados em animais, o que engloba cosméticos, pastas de dentes e produtos de maquilhagem.

Coelho dentro de um tubo de ensaio

O Governo da Austrália proibiu a venda de produtos testados em animais, o que engloba cosméticos, pastas de dentes e produtos de maquilhagem.

A partir de julho de 2017, a venda de produtos que tenham sido testados em animais será proibida em todos os estados australianos, segundo o Herald Sun.

Marcas populares como a L'Oreal, Revlon e Estée Lauder, que fazem testes em animais, vão ser afetadas por esta reforma.
Os produtos não vão ser retirados das prateleiras, no entanto, os novos produtos vão ser rigorosamente fiscalizados de acordo com a lei.

O assistente do ministro da saúde Ken Wyatt considera que este é um passo positivo para a Austrália.

"Não precisamos de testar mais os cosméticos em animais e muitos países, incluindo a UE, já proibiram o uso de ingredientes cosméticos testados em animais."

A RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) fez várias campanhas para que a medida fosse implementada, lembrando que existem mais de 20 000 ingredientes químicos seguros e acessíveis aos fabricantes.
Este movimento continuará a permitir testes em animais para o desenvolvimento de medicamentos.
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.