Até maio de 2016, já foram caçados ilegalmente mais tigres na Índia do que em todo o ano de 2015, segundo a WPSI.

tigre

Não são encorajadores os números que apontam para que já tenham sido mortos mais tigres, na Índia, só neste ano, do que em todo o ano de 2015. Isto está a deixar os conservacionistas preocupados, ao mesmo tempo que cria dúvidas sobre os esforços do país para restringir a caça ilegal destes animais.
Segundo a organização Wildlife Protection Society da Índia (WPSI), até ao dia 26 de Abril, foram abatidos ilegalmente 28 tigres – mais três do que no ano passado.

A medicina tradicional chinesa há muito que tem publicitado a carne e os ossos de tigre como curas milagrosas para inflacionar os preços.
“As estatísticas são deveras preocupantes”, diz Tito Joseph da WPSI. Segundo o ativista, para se parar a caça furtiva é necessário um esforço conjunto uma vez que “estão envolvidos no comércio ilegal da vida selvagem cidadãos de muitos países. É um crime organizado transnacional”.
Os caçadores usam armas de fogo, veneno e até armadilhas e eletrocussão para matar as suas vítimas.

Estes valores da WPSI surgiram depois de um relatório da WWF e do Global Tiger Forum ter declarado que a população mundial de tigres em estado selvagem tinha aumentado para um número estimado de 3890 animais, sendo que mais de metade destes vive na Índia. Os autores do relatório tinham avisado que este aumento poderia ser, em parte, um resultado de uma melhor recolha de dados.

Fonte: World Animal News
Foto: awimaway.com
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.