Talvez os investigadores estejam um passo mais perto de descobrir o que as faz as plantas florir ou perder as folhas de acordo com a estação.

Flores brancas ao pé de uma árvore

Terão as plantas memória? Talvez os investigadores estejam um passo mais perto de perceber o que as faz florescer na Primavera ou perder as folhas no Outono. Biólogos descobriram o que podem ser priões em plantas. Os priões são proteínas que mudam de forma e que se podem encontrar em seres humanos e animais, mas que nunca tinham sido descobertos em plantas.

Nos seres humanos, os priões não são boas notícias, levando muitas vezes a doenças e até à morte, mas poderão ser uma ajuda para as plantas. Segundo a bióloga Susan Lindquist, coordenadora do estudo, os priões podem ser úteis para certos organismos, como a levedura, ajudando-os a sobreviver. Também se acredita que estas proteínas auxiliem as moscas da fruta a desenvolver uma memória a longo prazo. O processo destas proteínas mudarem de forma poderia assim ter resultados diferentes para pessoas e para plantas, criando nestas últimas um método de terem algo parecido com uma memória, conta o Inhabitat.

Neste estudo, Lindquist e a sua equipa inseriram uma proteína presente nas plantas que as ajuda a mudar de acordo com a estação – a Luminidependens (LD) – na levedura e a proteína pareceu atuar de um modo semelhante aos priões. Se a LD funcionar realmente como os priões, poderia ajudar as plantas a reter informação sobre o ambiente, que vão reunindo ao longo dos anos, para que saibam exatamente quando florescer.

A investigadora ainda não tem, no entanto, a certeza de que a LD atue realmente como os priões, mas, com base nestas evidências, afirmou que ficaria surpresa se os priões não estivessem presentes nas plantas.
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.