Crianças pobres

O Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo (SIPRI) afirmou que a despesa militar mundial subiu 1% em 2015, a 1ª subida anual em 4 anos.

10% deste valor chegava para cobrir os custos das iniciativas globais para a erradicação da fome e da pobreza durante 15 anos.

Segundo o SIPRI, a despesa militar mundial subiu quase 1,47 mil milhões de euros, com os EUA a liderarem os gastos, apesar da sua despesa ter descido 2,4% para os 522,7 mil milhões de euros.
Em 2º lugar na lista dos países com maiores despesas militares aparece a China, com gastos a subir 7,4% para 188,6 mil milhões de euros, seguida da Arábia Saudita, cujos gastos de 76,5 mil milhões representam um aumento de 5,7%. A Rússia, em 4º lugar, aumentou os seus gastos militares em 7,5%, para os 58,2 mil milhões de euros.
Encerram a lista dos 15 maiores investidores o Reino Unido, Índia, França, Japão, Alemanha, Coreia do Sul, Brasil, Itália, Austrália, Emirados Árabes Unidos e Israel.
Na África, os gastos militares caíram 5,3% em 2015, depois de 11 anos de aumento crescente, uma inversão que se deveu principalmente à redução das despesas militares em Angola, o maior investidor da região subsariana.
Na América Latina e Caraíbas, as despesas miliares caíram 2,9%, por efeito principalmente de cortes nos gastos por parte do Brasil e Venezuela, que enfrentam crises económicas expressivas em resultado da queda dos preços do petróleo.

Segundo o instituto sueco, a despesa militar mundial chegou a 2,3% do PIB mundial, sendo que 10% deste valor chegaria para financiar os objetivos globais para acabar com a fome e a pobreza estabelecidos pelos 193 Estados-membros das Nações Unidas.


Fonte: RR
Partilha:

Comentários:

1 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. Erradicar a fome e a pobreza NÃO DÁ LUCRO, pois se a erradicação desse lucro, já nem existia!

    De resto convém a todas essas tais organizações que continuem a existir pobres e fome, caso contrário, passarão a existir uns quantos milhões de desempregados por esses países desenvolvidos fora...

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.