A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) anunciou, dia 12 de março, que quase metade dos alimentos consumidos na Europa apresentam resíduos de pesticidas, apesar da maioria estar dentro dos limites legais.
Com base em análises realizadas em 2013 para controlar a presença de 685 pesticidas em 81 mil amostras de fruta, legumes, vinhos e alimentos transformados, a EFSA concluiu que 45 % da alimentação europeia continham resíduos de pesticidas. E, 1,5% das amostras "ultrapassavam claramente os limites legais", de acordo com a EFSA. Em produtos oriundos de países terceiros, o valor sobe para 5,7%.

Os morangos, os pêssegos, maçãs e alfaces são os alimentos com mais resíduos de pesticidas. Os morangos e as alfaces lideram também na violação dos limites legais com, respetivamente, 2,5% e 2,3% das amostras testadas.

Resíduos de pesticidas foram encontrados, também, nos produtos biológicos, com 15% das amostras analisadas a registarem a presença de resíduos, e 0,8% acima dos limites legais em vigor, de acordo com a EFSA.
A organização não-governamental Pesticide Action Network (PAN) denunciou que a EFSA trabalha com limites legais demasiadamente elevados.

Fonte: DN
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.