Poeira do Saara a viajar para a Amazónia

Todos os anos, uma média de 27,7 milhões de toneladas de poeiras são transportadas pelos ventos do deserto do Saara para a Amazónia, do outro lado do Oceano Atlântico, segundo um estudo da NASA de 2015. Estas poeiras são ricas em fósforo que é essencial para fertilizar os solos da Amazónia.
Os dados do satélite CALIPSO foram medidos entre 2007 e 2013 e permitiram apurar que são cerca de 22 mil toneladas de fósforo que todos os anos caem no solo da Amazónia. Um valor que segundo a NASA será equivalente àquele que a floresta perde por ação das chuvas e das enchentes.

"Sabemos que a poeira é importante a vários níveis. E é um componente essencial do sistema terrestre", afirma Hongbin Yu, responsável pelo estudo.
"A poeira afeta o clima e, ao mesmo tempo, o clima afeta a poeira", diz.

"Este é um mundo pequeno, e estamos todos ligados", resume Yu.



Fonte: DN
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.