A Itália vai aprovar uma lei que obriga os supermercados a doarem os alimentos que não são vendidos a instituições de caridade. Em fevereiro, França aprovou uma lei que proíbe os supermercados de deitarem fora comida que não tenha sido vendida. A Itália torna-se, assim, no 2º país europeu a ter uma lei contra o desperdício alimentar.
Segundo o Independent, esta lei será votada favoravelmente no dia 21 de março.

A diferença entre as duas leis é que, em França, os supermercados que desperdiçarem comida serão multados e na Itália a proposta é compensar os negócios que não desperdiçam comida. Este incentivo pretende combater o problema do desperdício alimentar em Itália, que se estima que atinja 1200 milhões de euros.

Com a nova lei será oferecida uma redução nos impostos aos estabelecimentos que declararem as doações dos alimentos.

Está prevista ainda a alteração de 17 artigos de forma a permitir que a comida fora de validade seja doada.
O Ministro da Agricultura italiano, Maurizio Martina, disse ao jornal diário La Repubblica que, de momento recuperam 550 milhões de toneladas de comida em excesso, mas em 2016 querem chegar aos 1000 milhões.

Fontes: Observador, Independent e La Repubblica
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.