As penas são usadas para enfeitar e colorir o Carnaval do Brasil. Já pensou de onde vêm as penas e as plumas?
Estas penas provêm de aves como o faisão, o pavão, o ganso e a avestruz, criadas por uma indústria muito cruel, em países como a África do Sul, a China e a Índia, sendo o Brasil um dos maiores importadores mundiais de penas, apenas para o seu Carnaval.

Para arrancarem as penas, as aves são levantadas pelo pescoço, as pernas amarradas e as penas são então arrancadas. Este processo provoca muita dor, sofrimento e deixa as aves expostas ao sol e a infeções graves. A luta dos animais durante este processo chega a provocar fraturas.
As penas são um verdadeiro tesouro: uma única pena de faisão pode chegar a custar 23€ cerca de R$ 100.

A alternativa é o uso de penas sintéticas em vez de penas naturais, sem dor, sem exploração para um Carnaval mais ético.

O site Change.org tem uma petição para quem quiser assinar: “Pelo fim do uso de penas e plumas nos desfiles de carnaval”.





Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.