O Comité dos Direitos da Criança das Nações Unidas (CDC) recomendou que a França e o Peru alterassem a sua legislação no sentido de impedir que as crianças e jovens participem ou assistam a touradas e eventos tauromáquicos.
O Comité tornou pública a sua posição depois de examinar as principais violações ao cumprimento da Convenção dos Direitos da Criança nos dois países, com base em relatórios temáticos apresentados pela Fundação Franz Weber no âmbito da campanha “Infância sem violência”. Desta forma, os relatórios do Comité dos Direitos da Criança dirigidos ao Peru e à França classificaram a tauromaquia como uma atividade de “extrema violência” que prejudica o bem-estar físico e emocional dos mais jovens.
No caso da França, o CDC advertiu o Governo a “aumentar os esforços para mudar as tradições violentas e as práticas que prejudiquem o bem-estar das crianças, incluindo a proibição do acesso das crianças a touradas e performances associadas.”
No relatório dirigido ao Governo peruano a tauromaquia é apontada como “uma das piores formas de trabalho infantil”.
A 5 de fevereiro de 2014, o CDC incluiu a “violência da tauromaquia” no relatório dirigido a Portugal: “O Comité, com vista à eventual proibição da participação de crianças na tauromaquia, insta o Estado Parte a adotar as medidas legislativas e administrativas necessárias com o objetivo de proteger todas as crianças que participam em treinos e atuações de tauromaquia, assim como na qualidade de espectadores”. E, entre outras observações, acrescentou: “O Comité, insta também o Estado Parte, para que adote medidas de sensibilização sobre a violência física e mental, associada à tauromaquia e o seu impacto nas crianças”.

Fonte: Basta.

Partilha:

Comentários:

2 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. Touradas, visitas a instalações militares, visitas a jardins zoológicos... E por aí fora!

    Mas os degenerados gostam de transmitir as tradições.

    ResponderEliminar
  2. A pior violência com certeza é a sofrida pelo touro.

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.