Steven Fabes, um médico britânico, pegou na bicicleta e partiu à aventura em 2010. Já percorreu mais de 85 000 km com a missão de ajudar pessoas. Durante 6 anos, passou por 73 países na Europa, África, América do Sul, Central e do Norte, Austrália e Ásia.

Ao longo da viagem, Steven Fabes desenvolveu projetos de solidariedade social em hospitais, onde foi voluntário e testemunha de muitas doenças e condições raramente visíveis no Reino Unido. Nos 3 primeiros anos, o britânico viveu com 8,8€ por dia. Quando ficou sem dinheiro, passou a fazer intervenções públicas, a escrever artigos e a angariar patrocinadores.

“Estava sedento de aventuras e de um novo desafio. Também queria simplificar a minha vida – menos posses, menos dinheiro e não ter prazos ou horários. Queria ver, experimentar e aprender mais sobre o mundo de uma forma mais íntima – e a bicicleta permite isso tudo”, contou ao Daily Mail.

Alguns dos casos mais marcantes que encontrou foram os que envolviam pobreza extrema e desnutrição, bem como o encontro com membros marginalizados da sociedade com sida ou lepra, moradores de favelas, tribos nómadas e vítimas de ataques terroristas.

“Nunca pensei em desistir. O pior momento [da viagem] foi cruzar a Mongólia no Inverno. É um local solitário e difícil, especialmente com -35º lá fora”, conta.

"É uma forma barata de viajar e lenta o suficiente para apreciar os detalhes das vidas das pessoas - gosto de ver o mundo passar lentamente pelo meu volante", diz.

Saiba mais em Cycling the Six (o site da viagem)

Fontes: Daily Mail e Green Savers







Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.