Em março de 2015, a Agência Internacional para a Investigação Contra o Cancro (AIIC) da Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou o glifosato como "cancerígeno provável para o ser humano".

Nesse mês, a autarquia do Porto interrompeu definitivamente a utilização desse produto no controlo de plantas invasoras, passando a utilizar a monda mecânica nos arruamentos, parques, jardins e terrenos da cidade.

A monda mecânica pode ser executada através de: utilização de uma motorroçadora (na limpeza de arruamentos, mas, também, nos terrenos em que o trator está impossibilitado de intervir); trator com braço triturador acoplado (utiliza-se essencialmente em taludes ou terrenos com forte inclinação); trator com capinadeira acoplado (utilizado em terrenos sem grande desnível e sem terras soltas).
Os resíduos vegetais produzidos na limpeza dos arruamentos são recolhidos e transportados para o ecocentro, para depois serem encaminhados para a Central de Valorização Orgânica (CVO) da LIPOR, para a produção de um corretivo orgânico de grande qualidade, um composto para utilização na agricultura, com o nome comercial "Nutrimais".

Leia também "Ordem dos Médicos contra a utilização do glifosato"

Fonte: Porto.

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.