A Gucci está a provocar uma onda de protestos, por causa do lançamento da sua nova linha de sapatos com pele de canguru.
Os sapatos para homem foram apresentados num desfile de moda, em julho, e a mesma linha para o sexo feminino aparece na coleção Outono/Inverno da marca. Com um preço entre os €600 e os €1000, os sapatos estão apenas disponíveis online e em lojas específicas.
Muitos especialistas em tendências têm reagido negativamente nas redes sociais, chamando os sapatos de “fúteis, estúpidos e horrorosos”.
A Gucci informou que a marca está a utilizar pele de canguru “amiga do ambiente” para a produção dos sapatos. “A indústria dos cangurus é um dos melhores exemplos de programas bem-geridos e por isso podem ser classificados, pelas nossas regras, como sustentáveis”, explicou o porta-voz.
De acordo com o director do Centre for Compassionate Conservation da Universidade de Tecnologia de Sydney (Austrália), Daniel Ramp, chamar a este processo “amigo do ambiente” é errado. “Utilizar pele de canguru para produzir sapatos para a indústria da moda é exploração, sobretudo porque as populações de canguru estão em declínio”, revelou. “A matança destes animais é desumana, existem danos colaterais e um grande custo social nas famílias de cangurus que ficam e nos mais pequenos”.

Podem assinar uma petição aqui.

Fonte: Green Savers


Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.