"Não faz sentido estar a pedir às pessoas, às famílias portuguesas para pagarem mais a crise e, ao mesmo tempo, o Estado estar a atribuir em milhões de euros de prémios e de bónus aos gestores públicos."

"Representa sempre o mesmo esforço de tratar os portugueses à bruta e de lhes dizer – agora não há outra solução, nós temos um défice muito grande e, portanto, os senhores vão ter de o pagar."

"(...) Para que o caminho que têm pela frente não seja de mais impostos, de mais desemprego e de mais falências das empresas."

"Eu não quero ser Primeiro Ministro para dar empregos ao PSD. Eu não quero ser Primeiro Ministro para proteger aqueles que são mais ricos em Portugal."

"Não dizemos hoje uma coisa
e amanhã outra..."
Partilha:

Comentários:

2 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. Quando se passa de "minto logo governo" para " governo logo minto"...

    ResponderEliminar
  2. Nos nossos dias, para se ser político é também necessário que se seja um bom mentiroso...

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.