Não temos dinheiro para alimentar os pobres 
mas temos para financiar uma guerra?

"Os 500 milhões de dólares suplementares que a ONU pediu para a ajuda às populações vítimas da seca na África Oriental correspondem a metade da verba que a França gastou na guerra da Líbia entre Março e Junho deste ano..." (be internacional)

Partilha:

Comentários:

9 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. Olá Mab... até me fizeste rir..eheh

    Desde quando é que alimentar pobres, ou ajudar vítimas de secas, dá LUCRO?

    ResponderEliminar
  2. "correspondem a metade da verba que a França gastou na guerra da Líbia entre Março e Junho deste ano..." não gastou... INVESTIU! Agora vai começar a ter o retorno...

    ResponderEliminar
  3. As três tragédias ou a trilogia do mal.

    ResponderEliminar
  4. As guerras estiveram sempre em primeiro plano como que a enriquecer a fome. É um mundo trocado.
    Todos os dias indigno-me.
    Estamos juntos!

    ResponderEliminar
  5. A verdade é que enquanto houver ambição, alguns homens vão continuar a enriquecer a custa de outros... se pensarmos bem com a tecnologia que hoje em dia temos, se este mundo fosse normal, já não teríamos pessoas a morrer a fome, nem um continente como o africano completamente destruído com doenças, ignorância e corrupção...
    É vergonhoso que países como a França continuem a financiar guerras ou como no tempo do genocídio do Rwanda andassem a vender catanas e depois mais tarde venham pousar como uns pacifistas hipócritas que dizem que "são eles lá que se auto-destroem"... enfim estas coisas revoltam-me!

    ResponderEliminar
  6. É engraçado investir na guerra, que posteriormente irá gera mais fome, e terá mais gente com fome precisando de ajuda...

    ResponderEliminar
  7. "É engraçado investir na guerra, que posteriormente irá gera mais fome, e terá mais gente com fome precisando de ajuda... " Engraçado??? É hilariante...

    Olha lá... países "pobres" pimba guerra, destruição, ocupação, controlo... A seguir como destruímos tudo, mandamos as nossas multinacionais reconstruir o sítio, com a mão de obra local, que agora é ao preço da chuva, e eles pagam a reconstrução a peso de ouro e sangue! Se o sítio for bom de cultivo, zás cultivar prá frente com mais multinacionais, e mão de obra escrava local e baratinha, que exportam cerca de 95% da produção para os países mãe... o excedente, a comida que já não queremos porque está feia, ou porque está torto e que nós deitamos para o lixo, é desviada para as "organizações humanitárias" e levadas em barcos e aviões para os escravos que as plantaram... que acabam por nos agradecer de joelhos na terra o facto de sermos tão bons... enquanto se passa isto estamos a fazer rodos de dinheiro, que foi afinal para isso que inicialmente investimos na GUERRA... bem-vindos à Civilização Ocidental.

    ResponderEliminar
  8. Um dia, esta sociedade ainda vai descobrir que apostar no capital humano, nas pessoas, também pode trazer lucro/ também pode ser um investimento, pois pessoas mais felizes produzem mais, pessoas bem alimentadas produzem mais, etc.

    ResponderEliminar
  9. Sonhar não mata... e ainda não paga imposto! Bjs

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.