Scott Gundersen é um artista de Chicago que utiliza cortiça de rolhas usadas nas suas obras de arte. 

Jeanne

O primeiro rosto que criou foi o de Jeanne, em 2009, com 3842 rolhas.

Mais recentemente, em 2010, Scott Gundersen criou o rosto de Grace, uma amiga sua de Ruanda.

Grace

Gundersen desenha primeiro a lápis na tela para depois usar a cortiça.


No seu estúdio faz a selecção das rolhas por tonalidades e guarda-as separadamente, pois é com estas tonalidades que “pinta” os seus quadros.

O quadro gigante de Grace levou 50 horas a ser criado e a modesta quantia de 9217 rolhas!
Gundersen utiliza cortiça para chamar à atenção para a importância da reciclagem e da arte sustentável

Um exemplo que demonstra que a famosa cortiça portuguesa pode também ser usada para criar obras de arte!

Fontes: inhabitat e e-junkie

Vejam mais no Facebook e twitter de Scott Gundersen


Partilha:

Comentários:

2 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. Excelente. Um trabalho notável.

    (esperemos que o Amorim não saiba porque senão exige uma comissão)

    ResponderEliminar
  2. Uma arte impressionante!
    :) O Amorim podia era convidá-lo para promover a sua cortiça!

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.