As mulheres portuguesas ganham em média menos 18% que os homens (181€), embora a sua participação no mercado de trabalho tenha aumentado nos últimos anos.

De acordo com um estudo da CGTP sobre a desigualdade entre homens e mulheres no trabalho, a taxa de actividade feminina é de 56%, menos 11,9% do que a taxa de actividade masculina, que é de 67,9%. O estudo, elaborado a partir de dados do INE (Instituto Nacional de Estatística), refere que em Portugal as mulheres representam 47,3% da população activa e 47% do emprego total. No entanto, a remuneração base média mensal dos homens é de 1003,7€, superior em 18% à das mulheres 822,7€

Se o referencial for o ganho médio mensal e não apenas o salário base, então a diferença é ainda maior - 21,6%. O sector da saúde e do apoio social é aquele onde a diferença salarial é maior (33,5%). Em média os homens ganham 1202,05€ e as mulheres 798,91€ (menos 403,14€). A diferença é menor no sector do comércio. Os homens ganham em média 1122,03€ mensais, enquanto as mulheres ganham 910,29€, o que corresponde a menos 19% (211,74€).

São também as mulheres que representam a maioria dos trabalhadores que recebe o Salário Mínimo Nacional – 12,3%, enquanto para os homens essa percentagem é de 5,9%.

As diferenças salariais repercutem-se também nas pensões de reforma uma vez que as das mulheres são pouco mais do que metade das dos homens…

"A igualdade total exige que as mulheres se tornem verdadeiramente iguais aos homens à luz da lei - nas suas casas, na sua vida laboral e na esfera pública"- Michelle Bachelet, directora da agência da ONU para as Mulheres (UN Women) e subsecretária geral das Nações Unidas.

A igualdade de rendimentos em Portugal ainda é uma miragem...

Fontes: dn e ionline
Partilha:

Comentários:

1 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. não entendi! "à luz da lei"? É assim que esperam igualdade? Através de Leis? Esperem deitadas...

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.