O arquitecto, designer e artista britânico Mark Nixon criou Chimecco, um espanta-espíritos, com 600 tubos de alumínio, suspenso debaixo de uma ponte.



A escultura faz parte da terceira exposição anual "Escultura ao pé do Mar", em Aarhus, na Dinamarca.


Como num espanta-espíritos tradicional, o diâmetro dos tubos é sempre o mesmo, neste caso 5 cm, variando apenas de comprimento, aqui entre 12 cm e 3,75 m.
"Chimecco esconde-se silenciosamente sob a ponte na floresta até ser activada por movimentos humanos ou o vento a fazer cantar, dançar e brincar com os sentidos", explica o autor.
A escultura cinética está num local de grande beleza natural, mas a surpresa do som poderá fazer os visitantes parar para apreciarem ainda mais o momento e a paisagem. Veja e ouça a ponte aqui.

De acordo com Nixon, Chimecco funciona em três níveis conceptuais:
  • A ideia da música e da interacção como um catalisador para a conversa e a recreação.
  • O objecto não-visual. A escultura está "escondida" debaixo da ponte. Uma variação constante nas condições do vento no local significa que a escultura se vai esconder e revelar através da criação de som quando o vento soprar. Nalguns dias a escultura será revelada, criando uma bela sensação de descoberta no espectador, enquanto noutros dias a escultura permanecerá quieta e poderá ser completamente ignorada.
  • Criação através da interacção combinada do movimento humano e do movimento natural.

fonte: core77
Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.