Dia 28 de Novembro é o Dia Sem Compras, ou seja, um dia sem se comprar nada e que apela à reflexão sobre o consumismo desenfreado de hoje em dia. Um dia que pretende fazer com que cada um se questione sobre os produtos que compra e sobre quem os fabrica, qual a origem e processo de fabrico.

O "Dia Sem Compras" surgiu há 14 anos no Canadá e desde há quatro anos que é celebrado em Portugal.

O consumismo dos nossos dias está a levar "à destruição ambiental" e à "exploração dos países em vias de desenvolvimento" sendo, desta forma, importante que se façam mudanças no estilo de vida dos consumidores portugueses.

Conselhos para um consumo mais consciente:

- compre apenas aquilo que realmente precisa;
- compre em lojas pequenas e tradicionais;
- repare os produtos em vez de os deitar fora;
- evite o excesso de embalagens;
- compre produtos artesanais, que não usam mão-de-obra escrava ou infantil;
- procure estabelecimentos de comércio justo;
- escolha produtos de agricultura biológica.


O "Dia sem compras" vai ser assinalado um pouco pelo país:

Alentejo:
Feira de Trocas - Aldeia das Amoreiras, a partir das 14h00
Uma iniciativa organizada pelo Centro de Convergência / GAIA Alentejo no Centro Social da Aldeia das Amoreiras.

Lisboa:
Concentração / Início da Marcha - Praça da Figueira (Baixa) - 14h
Teatro de Rua - 15h30 - Rua Augusta (cruzamento com a Rua da Vitória) - 15h30 até às 16h
Final da Marcha com Teatro - 16h30 - Largo de Camões (Chiado) - 16h30 até ao pôr-do-sol

Com os grupos de percussão: Ritmos de Resistência (samba) e Nação do Bairro (maracatú)

Porto:
Ciclo de debates e cinema sobre consumismo e alternativas no espaço Casa da Horta.

Referências: gaia, dn.sapo e lusa





Veja também "A História das Coisas"

Partilha:

Comentários:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.