Toda a vida na Terra existe por causa da água. O poder dos oceanos para criar vida é rivalizado apenas pelo nosso poder de a destruir. O Planet Green, o NRDC (Natural Resources Defense Council - Conselho de Defesa dos Recursos Naturais) e a actriz Sigourney Weaver mergulham para desvendar um desastre global em processo.

Sigourney Weaver – "Podemos continuar como sempre ou podemos abandonar os combustíveis fósseis. Temos de escolher!"

Os oceanos precisam da nossa ajuda e estamos a ficar sem tempo.

Lisa Suatoni – "As pessoas já ouvem falar do aquecimento global há anos. Mas só nos últimos cinco anos é que os peritos perceberam realmente que o dióxido de carbono está também a causar problemas nos oceanos. E o que é mais preocupante é que isso esteve sempre fora dos nossos pensamentos."

Em apenas algumas décadas isto irá alterar profundamente a composição química dos oceanos, tornando rapidamente a água mais ácida

Lisa Suatoni – "Os cientistas têm demonstrado que se continuarmos a poluir como agora, a acidez dos oceanos terá duplicado pelo final deste século."
E já começamos a ver os sinais.
Ken Caldeira"Temos visto água na Costa da Califórnia do Norte suficientemente ácida para, na realidade, dissolver conchas."
Steve Palumbi"Se as formas de vida mais pequenas do oceano forem afectadas por esta acidificação, toda a cadeia alimentar será afectada, pondo as espécies maiores dos oceanos ainda mais em perigo."

Precisamos de mudar.

Ove Hoegh-Guldberg – "É a última década em que podemos fazer alguma coisa em relação a este problema. Mas é muito claro que se não começarmos já, se não diminuirmos as emissões, condenaremos os oceanos a um futuro extremamente incerto."
Steve Palumbi – "Sabemos como resolver os problemas locais, sabemos resolver os problemas globais. A questão é: ‘Será que o faremos?’"

Da NRDC, do Planet Green e dos directores Tristan Bayer e Daniel Hinerfeld chega-nos um incrível filme que irá mudar o modo como vemos os nossos oceanos para sempre.
  • Cerca de 1/4 de todas as emissões de dióxido de carbono são absorvidas pelos oceanos, onde têm um impacto que só agora começa a ser compreendido.
  • As regiões polares serão as primeiras a sofrer alterações. Previsões mostram que o Oceano da Antárctida tornar-se-á corrosivo por volta de 2050.

Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.